Dra. Manoela em entrevista ao Correio Brasiliense sobre boas práticas para o parto.

https://www.correiobraziliense.com.br/cidades-df/2021/01/4898987-maes-contam-a-experiencia-de-esperar-pelo-parto-normal.html


Dra. Manoela Porto, especialista em Reprodução Humana em Brasília, presente nesta reportagem realizada pelo CORREIO BRASILIENSE em 08/01/2020.


Com muito orgulho participo desta campanha #BoaHora: Respeite o tempo de nascimento do bebê! realizada pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).


Agradeço a indicação da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida #SBRA para falar sobre as boas práticas em relação ao parto.


Aproveito a oportunidade para falar sobre dúvidas frequentes no consultório quando se trata de parto em gravidez após a Fertilização in Vitro (FIV):


- Engravidei após a FIV e como será meu parto?

- posso ter um parto normal, se engravidar por meio da FIV?

- O meu bebê vai nascer prematuro?

- A cesariana é mais recomendada?

- Preciso de um acompanhamento específico, durante o parto?


Para responder essas questões, separei abaixo algumas informações sobre esse assunto.


Reprodução assistida X Tipo de parto

Depois da FIV, a gravidez será exatamente igual à gestação natural, incluindo o momento do parto, que pode ou não ser normal.

A principal questão nesse caso é se o bebê está posicionado corretamente e se no momento do parto a evolução para um parto normal ocorrer sem riscos para a mãe ou o feto.

Se a resposta for sim para as duas questões, a chance do parto ser normal será grande.


O meu bebê vai nascer prematuro, se eu engravidar por meio da FIV?

Não necessariamente.

O nascimento de bebês prematuros (que nascem antes das 37 semanas de gestação) não está relacionado à gravidez pela FIV, mas a outros fatores, como, por exemplo, gravidez em idade avançada, gravidez gemelar, mulher que já teve parto prematuro, hipertensão arterial na gestação e o descolamento de placenta.

Como a mulher que utiliza técnicas de reprodução assistida tem mais chance de engravidar de gêmeos e pode ter engravidado após 35 anos, muitas pessoas associam a gravidez pela FIV ao nascimento prematuro. O que também não é correto, já que nem toda gravidez gemelar resulta em nascimentos prematuros e a idade avançada pode não estar associada a complicações.


Fiz a FIV. Preciso de um acompanhamento específico, durante o parto?

Caso a gravidez esteja evoluindo bem, seja no pré-natal ou durante o parto, os cuidados da gestação feita por meio da FIV são iguais aos de uma gestação natural. Por isso, não é necessário nenhum tipo de exame especial ou acompanhamento diferenciado, durante o parto.


Nota: Publicação de caráter exclusivamente para esclarecimento e educação da sociedade, conforme despacho 142/2019 do CFM, Art 119. Não substitui avaliação e diagnóstico médico.


#gravidezaposfiv #partoaposfiv #reproducaohumanabrasilia #fivbrasilia #tentantes2021 #tentantesbrasilia #tratamentoparaengravidarbrasilia



#manoelaporto #aviva #avivamedicinareprodutiva #correiobrasiliense

5 visualizações0 comentário